quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

Terapia Comportamental

Na Terapia Comportamental as imagens são empregadas em muitas técnicas. Na verdade, segundo Caballo e Buela-Casal (2002, p. 712), "praticamente todas as técnicas verbais podem adaptar-se a procedimentos de visualização de imagens. Para muitos pacientes o melhor enfoque é entremear procedimentos verbais e imagens, já que a combinação produz maiores mudanças do que a utilização de um só enfoque".

A seguir os principais tipos de imagens utilizadas na Terapia Comportamental, de acordo com Caballo e Buela-Casal (2002, p. 713):

1. Imagens de enfrentamento, nas quais os pacientes imaginam a si mesmos enfrentando com êxito as situações difíceis. São usadas para corrigir o pensamento passivo, de evitação.

2. Imagens relaxantes, que incluem cenas da natureza e visualizações sensuais. São empregadas para opor-se a pensamentos ansiosos, produtores de temor.

3. Imagens de aptidão, nas quais os pacientes se imaginam realizando tarefas perfeitamente. São utilizadas para opor-se a pensamentos irracionais de fracasso e desamparo.

4. Imagens nocivas, que se utilizam no condicionamento aversivo, de fuga ou evitação, para opor-se a comportamentos negativos.

5. Imagens idealizadas, que se empregam quando os pacientes não são capazes de pensar em seus objetivos finais (por exemplo, “o que você quer estar fazendo dentro de 10 anos?”).

6. Imagens recompensadoras, usadas para reforçar o pensamento realista (por exemplo, “imagine o seu chefe vestido de pato, grasnando”).

Alguns exemplos de técnicas comportamentais são:

1. Técnica da imaginação emotiva, que consiste no emprego de imagens emotivas inibidoras da ansiedade, como por exemplo, imagens que ativem sensações de orgulho, serenidade, afeto, alegria, auto-afirmação, etc. Segundo Lazarus (1985 apud CABALLO, 2002) esta técnica é especialmente útil com crianças que sofrem de fobia.

2. Técnica da imaginação racional emotiva (IRE), usada por Albert Ellis e outros terapeutas comportamentais para modificar as percepções gerais do paciente. Nesta técnica o paciente deve visualizar detalhadamente situações que tenham sido desagradáveis e identificar os sentimentos associados a elas. Em seguida são usadas estratégias para modificar estes sentimentos (MCMULLIN, 2005, p. 176).


CABALLO, Vicente E.; BUELA-CASAL, Gualberto. Técnicas diversas em terapia comportamental. In: CABALLO, Vicente E. (Org.). Manual de técnicas de terapia e modificação do comportamento. 2. ed. São Paulo : Santos, 2002. p. 685-718.

McMULLIN, Rian E. Manual de técnicas em terapia cognitiva. Porto Alegre : Artmed, 2005.
MEN

Um comentário:

Divz. disse...

Nossa, que legal, sempre aprendo muito com suas postagens. Nem imaginava que dava pra fazer tantas coisas com visualizações. Tô falando que isso tem que se transformar em livro.